sábado, 8 de março de 2014

O Gago e a Bailarina (Respostado do Mim)

Todo mundo já foi um pouco Gago na vida, já tropeçou nas palavras, correu pelas virgulas, engoliu o T, R, L, ou o D, enfim todo mundo já gaguejo, por amor, medo, raiva ou até dor…


Caminhando pelas areias ele a reparou,
Com seu vestido branco, e cabelos cacheados,
Fazendo cena e compondo a cena daquela tarde de verão,
Ela parecia feita de vento durante suas acrobacias pelo ar,
Parecia leve como a pluma, parecia que ia voar.
Imaginou mil maneiras de tentar conversar com ela,
Mas ele tinha medo de tropeçar em suas palavras,
De gaguejar..., enfim... desistiu antes mesmo de tentar,
Ele resolveu observa-la apenas de longe,                   
Todos os dias naquela mesma hora,
Mas um dia choveu, e a bailarina não apareceu,
O jovem rapaz se entristeceu,
Afinal se acostumou a dar ‘’bom dia para a vida’’
No ritmo das acrobacias da bailarina,
Da forma mais Intensa, verdadeira, emocionante, livre,
Esse era o seu bom dia e esse era o ritmo da bailarina,
Tão livre quanto vento.
Tão intenso quanto as ondas no mar,
Quando já estava quase indo embora,
Uma moça parou ao seu lado e deu o ‘’bom dia’’,
Ele respondeu meio sem graça, e com medo de engasgar em qualquer outra palavra, apenas um ‘’Bom dia’’ escondido em sua voz.  
A moça que estava ao seu lado começou a dar piruetas no ar,
E aos poucos ele foi percebendo que ela era a bailarina que alegrava seus dias,
Mesmo chovendo ela seguiu seu ritmo,
Com mais intensidade, alegria e sabedoria,
A bailarina o ensinou muitas coisas mais uma delas foi a de lutar e não desistir, enfrentar dificuldades mesmo que estas sejam tempestades.

Escrito e publicado por mim no (http://jujumeumundo.blogspot.com.br/2012/11/o-gago-e-bailarina.html)

Nenhum comentário:

Postar um comentário